Onde tudo começa…

Vamos começar pelo começo!

Antes de colocar a mão na massa para a elaboração do seu TCC, vamos repensar um pouco sobre o preconceito que muitos têm com esse trabalho.

Aposto que você já tem muitos conceitos formados sobre o TCC, mesmo que nunca tenha feito um. Provavelmente você deve achar que é super difícil elaborar um trabalho desses, não é verdade? Mas eu sinto muito te desapontar. É tudo mentira. Vou dizer o por quê:

Primeiro, que todos os alunos, bons e ruins, fazem TCC. Todos sobrevivem, todos são capazes de fazer. Se fosse difícil, apenas uma pequena parcela conseguiria fazer…

Em segundo lugar, você se lembra de quando entrou na faculdade, não é? Lembra dos alunos do segundo semestre, tirando a maior onda de veteranos? Pois é… Você já passou pelo vestibular, já passou pelo primeiro, segundo, terceiro semestre… e olhando para trás viu que não era nada daquilo (HAHAHAHAHA). Quem nunca, lá pelo quinto semestre, viu um aluno do primeiro fazendo o maior drama do mundo pelos corredores da faculdade? Pois é! Atribuo a fama do TCC à tiração de onda de quem já fez, e ao drama de quem está fazendo o TCC.

Por fim, um fator contribui para isso, mas dessa vez não é culpa dos alunos. Talvez nem dos professores, ou da instituição. Esse é mais complexo e eu não sei dizer de quem é a culpa. A carga horária das disciplinas voltadas para TCC, metodologia, elaboração de trabalho científico, relatórios, etc, é muito pequena para abranger tudo que é necessário saber. São muitos alunos também por professor, de modo que fica difícil dar uma assistência personalizada durante o curso. Desse modo, a ênfase maior é para os assuntos referentes à formatação (que cada faculdade e revista científica tem uma, o que me parece um pouco absurdo num mundo globalizado). Mas resumindo: o aluno se vê desafiado a realizar um trabalho, sem ser ensinado como fazê-lo. A verdade dói, mas é essa aí.

A boa notícia é que, uma vez orientado da maneira mais prática de fazê-lo, torna-se uma tarefa lógica, clara e simples de entender. Não posso iludi-lo dizendo que não dá trabalho, que não requer dedicação, que não precisa ler bastante e escrever, reescrever, corrigir… O ponto que trato aqui é que existe uma maneira de escrever um projeto e um TCC passo a passo, de maneira lógica, simples, e que vai agradar o seu orientador e a banca.

E você, o que acha do TCC? Já iniciou o seu? Concorda com os meus argumentos? Comente aqui suas impressões.

2 thoughts on “Onde tudo começa…”

  1. Primeiramente, parabéns pelo site, continue com os artigos 😉
    Eu acho que o ponto do TCC é que ele é um dos primeiros grandes desafios na mudança da fase do “estudante”, em que muita coisa pode ser feita “mais ou menos”, para o “profissional” em que há regras a seguir e mais responsabilidades.
    No futuro fica claro que o TCC não foi nada perto do que o profissional tem que enfrentar 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *