Motivação para o TCC

Esse post estou escrevendo para você, que precisa de coragem para iniciar ou dar continuidade ao seu trabalho. E assim como todos os outros posts, aqui escrevo com propriedade de quem já vivenciou tudo isso. É bem fácil falar para o outro o que fazer, não é? De fora tudo parece ser mais simples. Por isso digo que não estou de fora: eu me empenho todos os dias para vencer e encontrar um equilíbrio entre estacionar e se atropelar: a produtividade!

Produtividade não significa trabalhar mais ou trabalhar menos. Significa você conseguir render mais durante o tempo que se dedicar a determinada atividade. Vamos tratar então de assuntos que possam te ajudar na prática.

Objetivo

Nós falamos tanto dos objetivos do TCC, mas nos esquecemos que a nossa vida tem que ter um objetivo. Um não, alguns objetivos. E cada objetivo da nossa vida também pode gerar objetivos específicos que te levarão a atingir a sua meta (saiba mais sobre isso aqui). Especificamente neste momento, um dos seus desafios é concluir a graduação, a especialização, o MBA, o mestrado ou o doutorado. O que te falta para concluir? Um estágio? Uma disciplina? Somente o TCC? Um relatório? Tenha o seu objetivo em mente, e concentre o seu foco no que realmente importa.

Foco

Todas as pessoas têm um dia contendo 24 horas. O seu tempo por dia é esse, e você tem que definir o que vai fazer com suas horas disponíveis. Tempo na verdade é muito mais do que dinheiro, caro(a) leitor(a). Tenha foco no que realmente importa para você, para então poder priorizar as suas atividades. O segredo não é dizer: sim, eu dou conta! E sim dizer: não, isso está além das minhas prioridades! Aprenda a dizer não para o que não vai te guiar à realização dos seus principais objetivos.

Uma coisa de cada vez

Quem disse que somos multitarefa? Na verdade nós fazemos uma coisa de cada vez, e quando tentamos fazer mais de uma, não fazemos direito nenhuma das duas e demoramos mais tempo na execução das tarefas do que se fizéssemos uma de cada vez. Experimente parar para fazer uma atividade só, sem nenhum tipo de coisa para te interromper e tirar a sua concentração. Sem telefone, sem e-mail, sem redes sociais… Você vai ver como vai fluir diferente!

Pomodoro

Está aí uma técnica excelente que nos auxilia a tirar proveito do nosso poder de concentração. Consiste em trabalhar sem nada para te distrair por 20 minutos e parar por 5 minutos para descansar, dar uma volta, comer, se espreguiçar. Esta técnica baseia-se no fato de que demoramos alguns minutos para focar em uma tarefa, mas depois de um tempo nosso poder de concentração se esgota. Por isso, sem distrações por um período, um intervalinho rápido para retomar o fôlego, e assim por diante. Existem vários aplicativos para marcar o tempo e medir o seu desempenho em celular, tablet, desktop… ou você pode comprar um bom e velho cronômetro de tomate de cozinha, que originou o nome da técnica.

Pare de buscar a perfeição

Está aí uma coisa que não vale à pena. É uma ferramenta de procrastinação. Para os perfeccionistas de plantão, tentem deixar os detalhes de lado, use seu foco, seu pomodoro, e determine um tempo limite para fazer determinada tarefa. Isso funciona de verdade, é um exercício de produtividade para quem tem essa dificuldade. Leve contigo a seguinte frase: Antes feito que perfeito! E estipule seu tempo limite para determinada tarefa com base em sua complexidade, iniciando pelas atividades que seriam essenciais na execução do trabalho.

Deixe para hoje o que você poderia fazer amanhã

Todo mundo prorroga enquanto pode. Mas uma coisa vocês têm de concordar comigo: lembrar de uma tarefa a ser feita CANSA! E cansa muito! Você fica com aquilo na cabeça girando feito um looping, e quando se lembra, se aborrece e desanima até mesmo de fazer outras coisas de que gosta. Passar um mês lembrando de uma atividade cansa mais do que simplesmente fazê-la no primeiro dia e esquecê-la para sempre! Lembre-se bem disso quando for prorrogar alguma coisa, por mais simples que seja. Deixe a sua mente livre desses loopings, para pensar no que interessa (o TCC, por exemplo).

E ai, gostaram das dicas? Querem mais? Não seja por isso: vou escrever já mais um post sobre esse tema. Afinal, quem não precisa de motivação, não é mesmo?

😉

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *